Welink Accountants Welink Accountants
fuso-de-empresas-processo

Fusão de empresas: qual o processo de negócio?

Welink Accountants

Welink Accountants

São muitas as estratégias que servem para alavancar o sucesso das empresas, algumas mais simples a nível de negócio e outras mais complexas e que exigem mais recursos. A fusão de empresa é um recurso que mostra que a cooperação pode ser uma maneira de criar espaço no mercado, de forma inteligente e altamente estratégica. 

 

Quando a fusão de empresas acontece com entidades do mesmo nicho de mercado, as empresas que se unem deixam de ser concorrentes uma da outra, para passar a percorrer o caminho de negócio em conjunto, juntando lucros, clientes e vantagens de cada parte. Isto tornará a nova empresa numa organização com mais poder e muito maior em termos de recursos e oportunidades. 

 

O processo de fusão de empresas pode parecer complexo, uma vez que todo o património tem de ser aglomerado, as ações reorganizadas, a administração reestruturada e toda a burocracia individual de cada empresa terá de se fundir. Assim sendo, para embarcar neste processo de forma segura e inteligente, terá de contratar uma empresa de contabilidade, que saberá informá-lo de todas as vantagens e desvantagens de levar este negócio avante, bem como será uma mais valida na hora de colocar o processo de fusão de empresas em andamento. 

 

Apesar de complexo, e de acordo com alguns casos de sucesso, o resultado acaba por ser revigorante para o negócio. As duas (ou mais) empresas, que se tornam uma, vão conseguir expandir o mercado individual de cada uma para um mercado global, aumentar a carteira de clientes, reformar a competitividade em relação a concorrentes, ter mais recursos e definir novas linhas de ação de negócio. 

Fusão de empresas: o que significa?

Fusão de empresas: qual o processo de negócio?

 

A expressão fusão de empresas é bem explicativa no que toca ao seu significado. Neste processo, duas ou mais empresas individuais decidem, por razões de negócio ou por qualquer outra razão, unir forças e tornar-se numa só entidade. Assim, a fusão de empresas será uma operação jurídica, que dará origem a uma nova organização. Cada pessoa jurídica, correspondente a cada uma das antigas empresas, deixa de existir e passa a formar uma única entidade, com um só património e todas as obrigações direitos mútuos. 

 

Se isto nunca lhe passou pela cabeça, o que deve estar a pensar agora é: mas o que é que faz uma entidade querer associar-se por inteiro a uma outra, chegando mesmo à fusão de empresas? Pois bem, não existe uma só resposta para esta questão, uma veze que, os motivos podem ser vários. Os empresários podem querer aumentar a competitividade do mercado, podem querer prevenir possíveis riscos do mercado, ou podem simplesmente entender as vantagens de unir forças com outra empresa. 

Fusão de empresas: como se processa?

Assim que a proposta surge, o processo começa a desenrolar-se. Realiza-se uma avaliação total do património de cada empresa, seguida de uma assembleia geral com todos os acionistas de ambas as organizações, que vão vetar ou aprovar a fusão de empresas. Caso a se consiga a aprovação em assembleia geral, nascerá uma nova entidade, onde um novo estatuto tem de ser criado, as novas ações vão precisar de uma nova distribuição e todos os cargos serão revistos, analisados e atribuídos. 

 

Para que a complexidade deste processo fique mais clara e compreenda, efetivamente, como proceder à fusão de empresas, explicamos-lhe alguns pontos que deve seguir para conseguir ser bem-sucedido no procedimento.  

  • Acordar de forma clara e transparente

Quando falamos de negócio e todos os processos que envolvem dinheiro é sabido que tudo tem de ser o mais claro e transparente possível para que resulte. Na fusão de empresas não é diferente. Todas as decisões devem ser tomadas cordialmente entre as entidades que se vão fundir e as decisões devem ficar definidas por escrito para que não surjam questões no futuro. Tudo isto antes de avançar, efetivamente, para o processo de fusão de empresas. 

  • Transparência e comunicação

Este é o ponto fundamental para que qualquer sociedade, e até mesmo qualquer negócio, funcione e persista: a comunicação. Se tem um objetivo comum com os seus sócios e os problemas que surgirem também serão problemas que dizem respeito a ambos, terão de estar preparados para conversar e fazer de tudo para chegar a um consenso. Ao ter a transparência como valor base da sua empresa, evitará ansiedades e confusões, quer nas relações com os sócios, com os funcionários, com os parceiros, com os fornecedores e até com o público final da sua empresa.  

  • Estruturação da organização

Este é um princípio que se vai aplicar de igual forma, quer ao processo de fusão de empresas, quer à gestão da nova empresa. A atribuição de tarefas e definição de liderança é essencial para que qualquer processo de negócio funcione. O que pode fazer é criar equipas que ficarão responsáveis por determinadas tarefas, que serão acompanhadas por líderes, que terão bem presentes a missão e os valores da nova empresa. 

  • Os colaboradores como parte do processo

Neste ponto voltamos a salientar a importância da transparência. Quanto mais envolvidos no processo de fusão de empresas os seus colaboradores estiverem, mais calmos vão estar com todos os procedimentos e mais facilmente compreenderão as vantagens desta fusão. 

 

Fusão de empresas: qual o processo de negócio?

 

A realidade é que existem imensas variáveis que são essenciais para o sucesso de uma fusão de empresas. Da mesma forma que, dependendo do tipo de empresa, do produto ou serviço que oferecem, da história, da representatividade no mercado e do objetivo de negócio, os processos de fusão de empresas também podem variar. Aquilo que deve retirar deste artigo é que este é um processo que pode trazer muitas vantagens, que também trará desvantagens e, que será um processo longo, burocrático e complexo.

 

Por isso, relembramos que pode recorrer aos nossos parceiros Welink Accountants, para encontrar uma equipa de contabilidade que conhece a realidade dos processos de fusão de empresas, e que está disposta a ajudá-lo em cada etapa. 

 

 

É um contabilista certificado ou um revisor oficial de contas?

Referencie o seu escritório no primeiro site especializado em contabilidade.