Welink Accountants Welink Accountants
motivos-fuso-de-empresas

Motivos que levam à fusão de empresas

Welink Accountants

Welink Accountants

A gestão de uma empresa é uma função que acarreta muitas e diferentes responsabilidades, principalmente na sociedade empresarial competitiva e global que vivemos atualmente. Quando falamos de fusão de empresas não nos referimos a aquisição de uma organização por parte de outra, mas sim à união, vantajosa e positiva, para todas as empresas que se fundem.

 

Com consumidores cada vez mais exigentes e uma concorrência cada vez mais forte e agressiva, a solução da fusão de empresas começa a fazer sentido para um número crescente de organizações. O sucesso só resultará da inovação e do foco nos interesses do cliente, que procuram marcas que, de alguma forma, lhes acrescentem valor. Como solução para este acrescentar de valor, a fusão de empresas é um processo que vai contribuir para a criação de novas oportunidades de negócio, tornando as empresas mais competitivas e mais preparadas para entrar no jogo global dos mercados. 

 

A fusão de empresas é, de forma simples e clara, o aglomerar de duas ou mais empresas, com interesses de mercado e objetivos comuns. Estas entidades deixam de existir de forma individual e passam a ser uma nova e única organização. Como operação societária que é, a fusão de empresas prevê que as corporações envolvidas juntem os patrimónios, que normalmente são de dimensões semelhantes, e criem assim uma nova sociedade comercial. 

Fusão de empresas: razões e motivos

Motivos que levam à fusão de empresas

 

A questão da motivação que leva duas empresas diferentes a unir forças pode ser muito subjetiva, uma vez que estão em causa os valores, os objetivos, os públicos-alvo e os nichos de negócio de cada uma. 

 

De forma a compreendermos melhor alguns dos motivos que direcionam as organizações até à fusão de empresas, selecionamos um conjunto de dez possíveis razões que justificam esta iniciativa por parte de empresas individuais:

  • Potenciar resultados: quando uma empresa atinge os seus objetivos a nível de lucro e posicionamento, uma das opções de estratégia de negócio para implementar de seguida pode ser a fusão de empresas, com uma entidade que esteja ao mesmo nível. Com isto, ambas conseguirão potenciar ainda mais os seus resultados e usufruir das vantagens competitivas de cada uma. 
  • Procura por uma estrutura de negócio mais eficiente: Ao associar duas empresas, que se encontram no mesmo patamar de desenvolvimento, ambas conseguirão potenciar ganhos de sinergia e atingir economias de escala. Este investimento na estrutura de negócio vai permitir alavancar novas oportunidades, de acordo com o nicho da nova organização, e concretizar vendas. 
  • Descoberta de novos mercados: imagine que a sua empresa deteta uma nova oportunidade de mercado, ainda mais apelativa e promissora do que aquela que tem atualmente. Também nestes casos a fusão de empresas pode ser uma opção. Ao associar-se a uma empresa que já está sustentada no mercado que pretende atingir, as suas chances de subsistir serão mais fortes.
  • Associação a uma empresa que tem potencial no mercado: Um pouco em contrário de motivação anterior temos as situações em que determinada empresa deteta que uma outra organização tem todo o potencial para crescer, mas que ainda tem um longo caminho pela frente. Ao saber exatamente o que fazer, os órgãos de gestão, através da fusão de empresas, vão conseguir potenciar o negócio e fazê-lo crescer em conjunto. Esta situação é mais comum na aquisição de empresas do que na fusão, ainda assim, também pode acontecer. 
  • Atingir mais quota de mercado: Esta motivo também é dos mais comuns para a fusão de empresas. É claro que duas empresas, já bem sedimentadas no mercado vão conseguir aumentar muito mais a quota de mercado do que qualquer uma delas conseguiria sem a fusão. 
  • Reduzir riscos de investimento: Uma empresa só consegue evoluir com investimento. Isto é um facto. Contudo, cada investimento traz consigo vários riscos associados. Ao associar uma empresa a outra os investimentos serão mais seguros, uma vez que a base que os sustenta é mais sólida. 
  • Aumentar a produção e diminuir custos: Mais recursos, mais investimento e mais estruturas significam mais possibilidade de conseguir potenciar a produção ao máximo, da forma mais rentável possível. A fusão de empresas permite aumentar a produção ao mesmo tempo que são reduzidos os custos.
  • Atribuir competências às equipas: A fusão de empresas vai permitir também um investimento promissor nas equipas de gestão e operação. Esta é uma motivação muito forte para a administração das empresas, uma vez que os recursos humanos são uma parte muito importante na construção de um caminho de negócio bem-sucedido. 
  • Dominar o mercado: Quando uma empresa tem o objetivo de dominar o mercado em que está inserida, é muito comum que recorra à fusão de empresas. Esta estratégica vai permitir um crescimento exponencial, rápido e eficaz, que lhe dará um peso significativo no nicho de mercado em que se insere.
  • Explorar novas atividades: Pode não ser fácil, enquanto empresa, definir acertadamente a atividade à qual vai dedicar o seu negócio. Por outro lado, quando tem uma atividade bem definida é muito provável que queira explorar outros ramos de atividade que esteja de alguma forma ligados ao seu. Nestes casos, a fusão de empresas pode ser a estrategia mais acertada.

 

Motivos que levam à fusão de empresas

 

O processo de fusão das empresas pode ser realmente complexo. Vai exigir muito quer da administração, quer dos colaboradores das organizações em embarcaram nesta aventura. Para além desta dedicação mais funcional e interna, a fusão de empresas antevê um conhecimento alargado dos assuntos ligados à gestão e à contabilidade. Se considerar que não tem internamente recursos suficientes para sustentar um processo como este, pode sempre recorrer à Welink Accountants e encontrar uma empresa de consultoria com experiência em fusão de empresas, e com o dinamismo necessário para tomar conta de um projeto de grandes dimensões. 

É um contabilista certificado ou um revisor oficial de contas?

Referencie o seu escritório no primeiro site especializado em contabilidade.